O Islã e as profecias!

A Besta e o ÚLTIMO cativeiro judaico! – Parte 3

A história do conflito entre os palestinos e os judeus não é de hoje. Ele começou, na realidade, durante os tempos bíblicos.

Todo muçulmano sabe que eles são descendentes de Abraão através de seu filho Ismael, mas o outro filho de Abraão foi Isaque. Isaque foi pai de gêmeos, chamados Jacó e Esaú.

“E Isaque orou insistentemente ao Senhor por sua mulher, porquanto era estéril; e o Senhor ouviu as suas orações, e Rebeca sua mulher concebeu. E os filhos lutavam dentro dela; então disse: Se assim é, por que sou eu assim? E foi perguntar ao Senhor. E o Senhor lhe disse: Duas nações há no teu ventre, e dois povos se dividirão das tuas entranhas, e um povo será mais forte do que o outro povo, e o maior servirá ao menor.” (Gênesis 25:21-23)

Vemos a partir desse versículo que a luta contra Jacó, que mais tarde seria chamado Israel, começou no ventre de Rebeca. A Bíblia usa a palavra LUTA que é também a palavra JIHAD, em árabe. Assim, a Jihad contra Israel, na verdade, teve início no ventre de Rebeca.

Agora podemos entender o por quê de Rebeca ter ficado tão chateada por estes dois bebês lutando em seu ventre, pelo que Esaú e Jacó estavam brigando um com o outro sobre quem iria nascer primeiro. Esaú nasceu primeiro, então a primogenitura lhe pertencia; E a primogenitura era a terra de Israel.

Porém, mais tarde, Esaú vendeu seu direito de primogenitura para Jacó por um prato de sopa de lentilha. E agora que Jacó tinha tomado o Direito NATO, a terra de Israel, Esaú queria matá-lo, para que ele pudesse tomá-la de volta. ISSO SOA FAMILIAR?

Porque os palestinos também acreditam que a terra de Israel deve ser o seu direito de primogenitura, e eles querem matar seu irmão Jacó (Israel), para que eles possam ter de volta a terra. A profecia continua a dizer que haveria duas nações, dois povos rivais que estariam lutando um contra o outro, e o mais velho – Esaú – serviria o mais novo – Jacó.

Sabemos que os judeus são a nação de povos que vieram de Jacó, mas, para encontrar a outra nação de povos, os descendentes de Esaú, os que seriam governados por Jacó, nós só precisamos olhar para qual grupo de pessoas está lutando contra Israel. São claramente os palestinos.

Assim, a Palavra de Deus se tornou realidade, de que duas nações rivais nasceriam de Rebeca. E os mais velhos, os palestinos, os descententes de Esaú, seriam governados pelo mais novo, Israel, os descendentes de Jacó, e isso é exatamente o que vemos hoje, com Israel controlando a Cisjordânia, onde os palestinos vivem.

Isso tudo foi explicado para você vê por que a Casa de Esaú refere-se aos palestinos e jordanianos. De fato, a Jordânia até hoje ocupa a terra em que Esaú viveu uma vez, a terra de EDOM. E sabemos que os muçulmanos daquela área são descendentes de ESAÚ, porque Esaú casou-se com Maalate, da linhagem de Ismael, a filha de Ismael, e assim também os muçulmanos se tornaram descendentes de Esaú porque eles foram misturados voltando-se para a linhagem de Ismael.

E assim, como Esaú era irmão de Jacó e o odiava e queria matá-lo pela terra, assim também são os palestinos, os parentes ou irmãos do povo judeu, e assim como Esaú, eles querem matar seus parentes judeus para que eles possam ter a terra de volta, a terra que eles ainda acreditam que lhes pertence.

A ligação de Esaú aos palestinos é inegável, e a mesma profecia que nos diz que nenhum descendente de Esaú vai sobreviver a esta guerra com Israel é a mesma profecia que nos dia exatamente onde os descendentes de Esaú estão vivendo atualmente, porque esta profecia continua a nos dizer as áreas que serão tomadas de volta pelos judeus, quando Jesus voltar.

“E a casa de Jacó será fogo, e a casa de José uma chama, e a casa de Esaú palha; e se acenderão contra eles, e os consumirão; e ninguém mais restará da casa de Esaú, porque o Senhor o falou. E os do sul possuirão o monte de Esaú (EDOM), e os das planícies, os filisteus; possuirão também os campos de Efraim, e os campos de Samaria; e Benjamim possuirá a Gileade.” (Obadias 1.18-19)

“Judá do sul vai ocupar EDOM”, que é a Jordânia. As colinas ocidentais de Israel irão capturar a Filístia, que é Gaza. Os Israelitas possuirão Efraim e Samaria, que é a Cisjordânia, e também Gileade, ao lado da Jordânia. Então, sem dúvida, a Casa de Esaú refere-se aos palestinos, porque são os povos que ocupam essas áreas.

A Palavra é tão precisa que ainda noticia quais partes de Israel seriam dadas aos palestinos, e elas são as mesmas partes de Israel que serão tomadas de volta na vinda de Cristo. Tremendo!

O profeta Isaías também declarou que os povos de EDOM são destinados à destruição total.

“E todo o exército dos céus se dissolverá, e os céus se enrolarão como um livro; e todo o seu exército cairá, como cai a folha da vide e como cai o figo da figueira. Porque a minha espada se embriagou nos céus; eis que sobre Edom descerá, e sobre o povo do meu anátema para exercer juízo.
A espada do Senhor está cheia de sangue, está engordurada da gordura do sangue de cordeiros e de bodes, da gordura dos rins de carneiros; porque o Senhor tem sacrifício em Bozra, e grande matança na terra de Edom.” (Isaías 34:4-6)

Mas, a razão pela qual Deus nos diz em quais áreas os descendentes de Esaú ou Edom estão vivendo é porque Ele quer que os próprios palestinos e jordanianos reconheçam que esta profecia está falando sobre eles, mas algunas palestinos podem estar dizendo: “Nós não somos jordanianos.” Verdade? Deus sabe a verdade, meu amigo, e assim faz Hussein Bin Talal, o último Rei da Jordânia, que afirmou claramente em uma entrevista em 26 de novembro de 1981, que a verdade é que “a Jordânia é a Palestina e a Palestina é a Jordânia”.

Agora é possível entender porque na profecia Deus mesclou Edom e Jordânia junto com Gaza e Cisjordânia. Porque eles são os mesmos povos, a Casa de Esaú. E é tão importante que reconheçam o futuro que Deus declarou para eles, pois muitos podem se arrepender. O futuro da Casa de Esaú é a destruição TOTAL, a menos que se arrependam e se voltem para Jesus Cristo.

Essa profecia sobre nenhum descendente de Esaú sobreviver à ira de Deus é muito pertubadora porque descobrimos que essa é a própria oração que os palestinos têm orado CONTRA OS JUDEUS. Eles oram exatamente isso:

“Oh, Alá, conte-os e os mate até o último. Oh, Alá, destrua completamente e despedace os judeus. Oh, Alá, conte-os um por um, e os mate até o último deles. Oh, Alá, disperse-os e mate todos eles. Oh, alá, não deixe sobrar um único deles. Oh, Alá, conte os seus números, e mate-os, até o último.”

Claramente Deus ouviu suas orações malignas, mas Ele decidiu que o próprio mal que eles oram tão fervorosamente contra Israel caia sobre suas próprias cabeças, pelo que os profetas declararam que NENHUM dos da casa de Esaú – os palestinos ou jordanianos – sobreviverão. Que terrível julgamento! Arrependa-se, EDOM.

“Não se engane: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.” (Gálatas 6.7)

Amigo, muçulmano, você tem zombado de Deus por dizer que Ele é o único lhe dizendo para matar os judeus. Você tem seguido um FALSO DEUS. O verdadeiro Deus, Yahweh, diz que uma pessoa que semeia também ceifará. E você tem semeado ódio, massacre e morte. Portanto, este é o julgamento que Deus declarou para você: “Nenhum descendente de ESAÚ vai sobreviver.”.. “Eu, o Senhor, o disse.” (Obadias 1.18). Sua única esperança é voltar-se para o ÚNICO que pode mudar o seu destino. Jesus Cristo, o Messias de Israel.

“O Egito se fará uma desolação, e Edom (Jordânia/Cisjordânia/Gaza) se fará um deserto assolado, por causa da violência que fizeram aos filhos de Judá, em cuja terra derramaram sangue inocente.” (Joel 3.19)

Mais uma vez o profeta Joel mostra que é por causa da violência contra Judá, Israel, que Jesus vai desolar tanto o Egito e a Jordânia, porque eles derramaram o sangue de pessoas inocentes.

“Então o Senhor se mostrou zeloso da sua terra, e compadeceu-se do seu povo. E o Senhor, respondendo, disse ao seu povo: Eis que vos envio o trigo, e o mosto, e o azeite, e deles sereis fartos, e eu nunca mais vos farei uma maldição entre as nações. Mas removerei para longe de vós o exército do norte, e lançá-lo-ei em uma terra seca e deserta; a sua frente para o mar oriental, e a sua retaguarda para o mar ocidental; e subirá o seu mau cheiro, e subirá a sua podridão; porque fez grandes coisas. Não temas, ó terra: regozija-te e alegra-te, porque o Senhor fez grandes coisas.”
(Joel 2:18-21)

Tantos os descendentes de Ismael quanto os de Esaú são misturados, e se contorcem de ódio em relação a Israel. Quais nações vêem Israel como uma maldição? As nações islâmicas. Mas Deus diz que depois que Ele retornar, eles não mais serão vistos como uma maldição. E Yaweh diz que vai remover o EXÉRCITO DO NORTE e destruí-los. Isso não soa como se Deus tivesse abandonado Israel, soa? Deus mostra que irá defender Israel e destruir o exército do norte do ANTICRISTO.

Meu amigo muçulmano, você tem sido enganado. Satanás, e somente ele, está usando os muçulmanos para criar seu Império da Besta, com o único propósito de usá-lo para destruir os judeus e cristãos nos últimos dias. O verdadeiro Deus, Yahweh, não quer que você odeie os judeus ou cristãos. Ele também NÃO quer destruí-lo. Que você reconheça que o Islã NÃO É DE DEUS. Ele tem te iludido no ódio e isso o levará à destruição.

CONTINUA…

Quem tem ouvidos para ouvir, OUÇA!

Fonte:
Armageddon NEWS
https://www.youtube.com/channel/UCaxqUc1w073l9VrnaZEbi6Q

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *