A cura e a Bíblia

Mas… e quando minha fé NÃO cura?

tumblr_ljwtkxYGSG1qg1xjbo1_500-e1325211468253Apesar de enxergar na Bíblia tudo isso que falei nos artigos anteriores sobre a cura e crer nisso de todo meu coração, pode existir, apesar disso, algumas nuances sobre a questão que nos escapa? Algum mistério, incompreensão da questão em sua totalidade? Mesmo enxergando na Palavra tão abundantemente que o desejo de Deus é se manifestar, ainda hoje, poderosamente através do toque de sua Igreja sobre o sofrimento do planeta, pode, ainda assim, a cura não ocorrer?

A maioria dos comentários que recebo sobre a cura são negativos, de pessoas que querem provar, biblicamente, que estou errada, que não é assim. E essa dificuldade ocorre porque NÃO VEMOS MILAGRES hoje em dia facilmente. Seria mais fácil, então, crer que estes textos bíblicos não significam o que claramente parecem significar. Olhamos para todos os lados e só vemos morte, dor, sofrimento, enfermidades sem fim. Os milagres que ocorrem são isolados, tímidos.. mas ocorrem.

Compreender que, uma pessoa que nunca exercitou a sua fé não presenciar milagres em nosso dias é compreensível. Mas, por que aqueles que creem de TODO CORAÇÃO, na Palavra, e acreditam que a cura é para nossos dias também, jejuam e oram quase podendo ver o milagre, se deparam com uma resposta negativa e perdem seus entes queridos? Por que a fé verdadeira no poder Deus em alguns casos não é suficiente?

A fé é como um músculo que precisa de fortalecimento. O Pai tem prazer quando encontra corações cheios de fé e se manifesta para estes. Mas, o que realmente Deus espera encontrar no coração de sua igreja quando ela necessita de um milagre? Olha pra mim. Quando a sua fé não curar seu ente querido, o que sobrará dentro de você?

Mesmo eu crendo exatamente como postei sobre a cura neste blog, existe nesta questão coisas misteriosas que só posso pensar que fazem parte do processo de crer sem titubeio algum, independentemente do resultado em relação ao que estamos pedindo. Crer na Palavra e viver com essa firmeza no coração não pode depender da resposta de Deus, compreende isso? Creio ser isso o que Deus espera de nós.

Creio plenamente no que postei nos artigos sobre a cura, sim, mas tenho que mostrar um outro lado da questão, para que o assunto fique realmente no ponto de equilíbrio.

Pensa comigo. Será que todos os homens e mulheres que se prostam diante de Deus, de todo coração, em jejum, crendo que Deus PODE curar seu ente querido, mas mesmo assim os perdem, significa que estes tiveram pouca fé?… ou, por algum motivo que desconhecemos, Deus a alguns NÃO atende? Será que é só a fé ou falta dela que está envolvida nessa equação?

Eu já vivi pessoalmente os dois lados da questão. E vi outros viverem a mesma coisa. Ou seja, se cremos que Deus não faz acepção de pessoas, curando uns e outros não, qual o motivo da cura não alcançar TODOS aqueles que, em nossos dias, creem de todo coração? Deixa eu compartilhar uma experiência positiva que vivi.

O segundo mês da primeira gravidez da esposa de meu irmão, o bebê foi diagnosticado com HIDROCEFALIA e as chances de não sobreviver por muito tempo, mesmo que o bebê nascesse vivo, eram enormes. E, se nascesse vivo, os sintomas dessa doença são tão terríveis que seria melhor que ele não nascesse com vida para não precisarmos assistir os mesmos.

Minha cunhada é médica e meu irmão farmacêutico, servos comprometidos com Deus. Eles conheciam muito bem os sintomas e sofreram com esse diagnóstico como poucas vezes vi nessa vida alguém sofrer. Toda a família se abateu muito, mas nos voltamos para Deus com toda a fé que tínhamos.

Eu me lembro o dia que soube. Eu clamei a Deus nesse dia, sozinha, em prantos, pedindo a Deus para se manisfetar poderosamente nessa questão. Pedindo a Deus para não deixar meu irmão caçula passar por isso……..E, de repente, em meio a tamanha dor e clamor… senti paz!…………………Três dias depois meu irmão nos comunicou que seu bebê estava completamente curado. O médico que diagnosticou o bebê, resolveu fazer novos exames e constatou, MILAGROSAMENTE, que a mancha de água no cérebro tinha sumido completamente e ele nunca tinha visto nada igual.

Resultado.. Sophia nasceu saudável e hoje está com 7 anos. E o toque de cura de Deus em seu cérebro foi tão tremendo, que Sophia tem um QI altíssimo, e está muito a frente de sua idade na escola. Linda, inteligente, amorosa… e com toda saúde.

Mas… a pergunta é: por que, este mesmo grupo (minha família) que CLAMOU pelo bebê do meu irmão, orou junto, com o mesmo clamor, em um outro caso e não foi atendido? O mesmo grupo, a mesma fé, os mesmos corações. Por que Deus não nos atendeu dessa outra vez?

Estou me referindo ao meu amigo que estava com câncer. Aquele que compatilhei com vocês em um dos artigos sobre a cura. Infelizmente ele NÃO venceu o câncer, independente do tamanho de nossa fé e nosso clamor por ele. Dois meses depois de eu postar sobre a sua alta, ele voltou ao hospital e não resistiu. Nós o perdemos. E, o que eu aprendi com isso? Que há nuances sutis aí que  sobre o assunto que não podem ser desconsideradas quando pensarmos sobre a CURA.

Tenho mais histórias de milagres… e também histórias de perdas, independentemente do tamanho da fé. Então o que temos que aprender com isso? Que temos que crer em Deus, em sua Palavra, e aprendermos a DEPENDER Dele, em qualquer circunstâncias.. no muito, no pouco, na perda, no milagre, na dor extrema… entende isso? Porque morrendo ou vivendo, temos a Ele. Temos de continuar crendo e sabendo que a vontade primária de Deus é que o mundo seja curado e usa a igreja para tocá-lo. Mas, nosso foco NÃO PODE ser a cura, mas o Senhor da Cura. Ele é o Senhor e não a nossa fé, compreende isso?

Você talvez esteja vivendo um dos piores momentos de sua vida. Talvez você ou alguém muito amado esteja precisando de um milagre. Pois vou lhe dizer uma coisa. Você está diante da mais tremenda oportunidade de sua vida: que é compreender o que Deus realmente significa pra você. Independentemente de seu milagre chegar ou não, o que Deus representa para você? Se Ele, por algum motivo que desconheçamos, resolver não atender o seu desejo, mesmo a sua fé sendo inabalável, o que sobrará em seu interior em relação a seu Deus?

“Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todo o seu entendimento e de todas as suas forças”. (Marcos 12.30)

Sabe o que significa amar assim? Você ama a Deus assim, caro leitor? Será que eu amo?……………

“Pois, na verdade, Jesus foi crucificado em fraqueza, mas vive pelo poder de Deus. Da mesma forma, somos fracos nele, mas, pelo poder de Deus, viveremos com ele para servir ao próximo.” (2 Coríntios 13.4)

Essa vida, caro leitor, não passa de um parênteses da ETERNIDADE. O que vivemos, falamos, pensamos aqui, ecoa na eternidade. Portanto, confie em seu Deus, de TODO SEU CORAÇÃO, independentemente das circunstâncias, das perdas, do sofrimento que se apresentarem diante de você. Deus quer ser tudo em todos.. tudo em você! Independente das aflições deste mundo… É isso que penso sobre a questão da cura. Sua fé poderosa, em algum momento pode não ter efeito algum sobre a vontade de Deus para você em algum momento. E será nessa hora que você responderá a quem você serve de fato, em quem você crer.

“Quando o Filho do homem vier, encontrará fé na terra? ” (Lucas 18.8)

Jesus encontrará a sua fé intacta, saudável, independente dos terrores que porventura alcancem você e os seus? Se seu ente querido se for, você ainda assim poderá dizer que a sua alegria é o Senhor? Pois creio firme que estes que crêem em Deus com esse despreendimento no coração, que NUNCA coloca a cura em primeiro lugar, mas o Senhor da cura, serão estes que percorrerão os últimos dias nessa terra colocando Satanás em seu lugar e assistirão, de camarote, o poderoso Reino de Deus em ação de fato, com Jesus coroado sobre a terra.

Quem tem ouvidos para ouvir, OUÇA!

1 Comment

  1. gloria

    Oi Cris,

    Havia visto todos os seus posts sobre cura e, como sabe, eles me impactaram profundamente. Mas este, em específico, eu não havia visto.
    Há alguns dias atrás me deparei (sim me deparei, pois realmente não estava procurando por isso) com o testemunho da Eyshila sobre a recente morte de seu filho mais velho (veja link abaixo, é um pouco longo, sei que está focada no estudo sobre a deidade de Cristo, mas se tiver um tempinho dê uma olhada – pelo que entendi, ela foi pregar, mas no meio do caminho ela foi levada a falar sobre a morte do filho, então dá para adiantar o vídeo e ir direto ao ponto).

    https://www.youtube.com/watch?v=sxZ2O_5E0-s

    E esse vídeo me pertubou e posso dizer que até mesmo me deixou triste, porque ele ia contra tudo que acreditei quanto a cura a partir do momento em que li seus posts… Fiquei angustiada, porque ela descreve a igreja “invadindo” o hospital e Deus curando através da igreja vários enfermos, menos o filho da Eyshila sendo que a igreja estava ali, a princípio, por ele…descreveu a presença de Deus no hospital tão grandemente… Até que Deus mostrou pra Eishyla o seguinte: “Se ele voltar o milagre é ele, se ele não voltar o milagre será você”, ou seja, de uma forma ou de outra teria um milagre. Enfim, se puder ver o vídeo, creio que ele vai de encontro a este seu último post sobre a cura (que por sinal, também não procurei por ele, entrei aqui procurando outra coisa) acho é um exemplo real do que você tentou descrever aqui. E como sempre cris, você sendo usada pelo Altissimo, acalmou o meu coração.

    Lamento pelo seu amigo.

    A PAZ

    SEGUE LINK:
    https://www.youtube.com/watch?v=sxZ2O_5E0-s

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *